• Stacks Image 344
  • Stacks Image 347
  • Stacks Image 350
  • Stacks Image 353
  • Stacks Image 356
  • Stacks Image 359
  • Stacks Image 362
Stacks Image 338

23º Concurso de Interpretação do Estoril | 2022
23rd Estoril National Competition | 2022

Escola Superior de Música de Lisboa
Centro Cultural de Cascais


De 14 a 16 de Julho de 2022


Acordeão, Canto, Clarinete, Contrabaixo, Cravo, Fagote, Flauta, Guitarra, Harmónica, Harpa, Oboé, Órgão, Percussão, Piano, Saxofone, Trombone, Trompa, Trompete, Tuba, Viola, Violino, Violoncelo.

REGULAMENTO

O 22º Concurso de Interpretação do Estoril de 14 a 16 de Julho de 2022 é dedicado a jovens intérpretes portugueses ou estrangeiros residentes em Portugal, nascidos depois de 1 de Janeiro de 1987.

1. O 22º Concurso de Interpretação do Estoril é destinado exclusivamente a concorrentes com idade entre os 16 e 35 anos.

2. O concurso é aberto a executantes em: acordeão, canto, clarinete, contrabaixo, cravo, fagote, flauta, guitarra, harmónica, harpa, oboé, órgão, percussão, piano, saxofone, trombone, trompa, trompete, tuba, viola, violino e violoncelo.

3. O vencedor do 1º Prémio em edições anteriores não pode inscrever-se nos dois anos seguintes à obtenção do prémio.

4. O concurso é constituído por uma eliminatória e final.

5. O repertório da eliminatória é exclusivamente para solista e orquestra, e consta de:

a) Um andamento de um concerto ou obra concertante do período barroco ou clássico.
b) Um andamento de um concerto ou obra concertante do período romântico ou moderno.
c) Os andamentos serão executados com cadenza.
d) Nos casos em que não existe repertório concertante barroco ou clássico, o concorrente deve apresentar
duas obras contrastantes.
e) No caso do canto, entende-se por repertório concertante as árias de cantatas, oratória ou ópera, assim como os ciclos com orquestra.
f) A duração total das obras é de um mínimo de 15 minutos e um máximo de 20 minutos, aproximadamente.
g) A fim de cumprir o tempo estabelecido, o concorrente tem a liberdade de apresentar, apenas e sem repetições, a exposição e desenvolvimento de um dos dois andamentos escolhidos.

6. O Júri reserva-se o direito de interromper a execução da eliminatória.

7. A final consta de:
a) Um dos concertos ou obra concertante completa (com eventual cadenza) apresentada na eliminatória.
No canto podem ser apresentadas árias de uma mesma obra num máximo de 20 minutos, aproximadamente, em alternativa aos ciclos com orquestra.
b) Uma obra a solo ou com acompanhamento de época diferente à da obra concertante com a duração máxima de 10 minutos.

8. As obras devem ser executadas de memória. O incumprimento das durações indicadas leva à exclusão do concorrente. Caso o concorrente apresentar na alínea b) da final uma obra da segunda metade do séc. XX pode, excepcionalmente, ser executada com partitura. Para o efeito deve informar o Secretariado no acto da inscrição a fim de ser autorizado.

9. O concorrente deve apresentar-se com
o seu pianista acompanhador.

10. O concorrente apresenta-se nas provas pela ordem estabelecida por sorteio a realizar na Escola Superior de Música de Lisboa no dia 13 de Julho, às 15.00 horas, na presença de todos os concorrentes.
a) O concorrente que não se apresentar de acordo com a ordem do sorteio, é excluído.

11. O concorrente deve apresentar ao Júri 3 cópias das obras a interpretar, incluindo a redução para piano da parte de orquestra.

12. O prazo de inscrição termina no dia 30 de Junho de 2022. A inscrição só será válida mediante o pagamento da importância de € 100,00 à ordem da AIMCE.

13. Em nenhuma circunstância haverá reembolso do montante da inscrição.

14. O Júri é constituído pelos seguintes membros:
Profª. Maria Teresa de Macedo, Presidente
Prof. Dr. Bruno Caseirão, musicólogo
Prof.ª Elisabete Matos, directora artística do Teatro Nacional de São Carlos
Prof. Pedro Amaral, compositor e director de orquestra
Prof. Mário Marques, Festival de Estoril Lisboa.
Prof. Luciano González Sarmiento, musicólogo.

15. As decisões do Júri são inapeláveis.

16. As sessões são públicas e decorrem nos seguintes locais:
a) Eliminatória: Escola Superior de Música de Lisboa, 14 e 15 de Julho, das 10.00 às 13.00h. e das 15.00 às 18.00h.
b) Final: Escola Superior de Música de Lisboa, às 16.00h.,
16 de Julho.

PRÉMIOS

1º Prémio: € 3.000.-

- Concerto
com Orquestra no 48º Festival do Estoril Lisboa de 2023

- Concerto na temporada
2023/2024 da Orquestra Sinfónica Portuguesa.

- Concerto na temporada 2022/2023 da Orquestra Clássica do Sul.

- Concerto na temporada
2022/2023 da Orquestra Filarmonia das Beiras.

- Concerto na temporada
2022/2023 da Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras

- Concerto no Cistermúsica - XXIX Festival de Música de Alcobaça de 2023

- Gravação na Antena 2 / RDP na
temporada 2023

- Concerto na temporada 2023 do Centro Botín de Santander (España), patrocínio da Fundación Botín de Santander

- Concerto na temporada 2022/2023 da Filarmónica de Vilnius, em Vilnius (Lituânia) (*)

- Concerto no Festival Emília Romagna (Itália) de 2023

- Concerto no Festival de Varna (Bulgária) de 2023 (*)

- Concerto no Festival Artlink de Belgrado (Sérvia) de 2023 (*)

- Concerto na temporada 2022/2023 dos solistas de Zagreb (Croácia) (*)

- Concerto na temporada 2022/2023 do Sonor Ensemble, em Madrid (Espanha) (*)

(*) A confirmar devido à pandemia. Apoio de 100€ para viagem.



2º Prémio: € 1.000.-

3º Prémio: € 750.-

Prémio do Público: € 250.-


Nota: Sempre que assim o entender, o Júri poderá atribuir menções honrosas.

COMISSÃO DE HONRA



Comissão de Honra
Sob o Alto Patrocínio da Presidência da República

Prof. Dr. Marcelo Rebelo de Sousa

Dr. António Costa
Primeiro-Ministro

Dr. Pedro Adão e Silva
Ministro da Cultura

Dr. Carlos Moedas
Presidente da Câmara Municipal de Lisboa

Dr. Carlos Carreiras
Presidente da Câmara Municipal de Cascais

Drª Conceição Amaral
Presidente do Conselho de Administração da Opart | Teatro Nacional de São Carlos

Dr. Gonçalo Trigo de Morais de Albuquerque Reis
Presidente do Conselho de Administração da Rádio e Televisão de Portugal

Dr. Diogo Moura
Presidente da Associação de Música – Educação e Cultura |
Orquestra Metropolitana de Lisboa

Dr. Jasen Haji Mohamad Albaker
Presidente do Conselho de Administração da Estoril Plage SA


Prof. José Antonio Piñeiro Nagy-Draskovich
Presidente da Associação Internacional de Música da Costa do Estoril

Stacks Image 372
Stacks Image 374
Stacks Image 376
Stacks Image 387
Stacks Image 330
Trouble viewing the PDF? Click here instead: https://estorilisbonfestival.wufoo.com/forms/z1tu1s0g1ql4izj/
Estrutura Financiada por:
Stacks Image 290
Stacks Image 293
Stacks Image 296
Membro:
Stacks Image 304
Stacks Image 307
Stacks Image 310
Stacks Image 315
Stacks Image 318
Stacks Image 321

Esta página utiliza cookies. Consulte a informação aqui.